Inicio
Institucional
ITB na mídia
Notícias ITB
Trata Brasil confirma relação entre saneamento básico e doenças - Último Instante / Online

Trata Brasil confirma relação entre saneamento básico e doenças - Último Instante / Online

26/02/2013

26/02/2013


Dado mais preocupante, porém, diz respeito a participação das crianças menores de 5 anos nesse quadro de internações, que representaram 53% das internações por diarreia nas cidades avaliadas.

 

Estudo visa também medir os impactos no Sistema Único de Saúde, resultantes do esgotamento sanitário inadequado
A atualização do estudo 'Esgotamento Sanitário Inadequado e Impactos na Saúde da População', desenvolvido pela pesquisadora Denise Maria Penna Kronemberger, a pedido do Instituto Trata Brasil revela que, após dois anos, continua forte a associação entre saneamento básico precário, pobreza e índices de internação por diarreia.

Ao analisar os índices de atendimento de coleta de esgoto em 2010 (com base nos dados do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento - SNIS), o estudo apontou que em 60 das 100 cidades os baixos índices de coleta de esgoto resultaram em altas taxas de internação por diarreias. O dado mais preocupante, porém, diz respeito a participação das crianças menores de 5 anos nesse quadro de internações, que representaram 53% das internações por diarreia nas cidades avaliadas.

Objetivo do estudo
Este novo estudo do Instituto Trata Brasil, feito pela pesquisadora Dra. Denise Kronemberger, tem como objetivo fazer uma relação entre o saneamento básico inadequado e as doenças, sobretudo as diarreias. Visa também medir os impactos no Sistema Único de Saúde, resultantes do esgotamento sanitário inadequado nos 100 maiores municípios brasileiros em população.

Metodologia do estudo
O estudo contemplou os 100 maiores municípios brasileiros em população no período de 2008 a 2011. A pesquisa refere-se a dois aspectos importantes do impacto dos agravos relacionados ao esgotamento sanitário inadequado: perfil de morbi-mortalidade por diarreias e quadro de gastos hospitalares com internações por diarreias. As doenças diarreicas consideradas no estudo foram: ‘cólera', ‘shiguelose', ‘amebíase', ‘infecções por salmonella', ‘infecções intestinais bacterianas', ‘doenças intestinais por protozoários', ‘infecções intestinais virais', ‘diarreia e gastroenterite de origem infecciosa presumível'.
O estudo completo no endereço: http://www.tratabrasil.org.br/datafiles/uploads/drsai/Release-Esgotamento-sanitario-e-Doencas.pdf

 

 

Outras Notícias

Copyright 2013 - Instituto Trata Brasil - Todos os direitos reservados.