Cascavel – ETE Melissa

Quando falamos em saneamento básico, logo imaginamos o abastecimento de água e o esgotamento sanitário, porém, nunca nos perguntamos como cada processo funciona para cada um deles.

Os dados do país, principalmente no quesito esgotamento sanitário e vertentes são preocupantes. De acordo com um estudo do Instituto Trata Brasil, apenas 52,36% da população têm acesso à coleta de esgoto, são cerca de 100 milhões de brasileiros sem acesso a esse serviço básico. Além disso, somente 46% dos esgotos do país são tratados.

O tratamento de esgoto é extremamente essencial, pois, é a partir dele que muitos problemas ambientais e de saúde são evitados. Quando o esgoto gerado não tem tratamento e destinação adequada, a maior parte dele é descartada em corpos hídricos, dados do ITB apontam que por ano, cerca de 5.622 piscinas olímpicas de esgoto são descartadas in natura.

Para que o processo de tratamento ocorra é necessário que esse esgoto seja destinado para uma ETE (Estação de Tratamento de Esgoto) que é responsável por todas as etapas químicas, físicas e biológicas para que depois que tratado seja devolvido à natureza não causando impactos negativos.

Conheça as etapas do processo de tratamento de esgoto!

Fonte: Pensamento Verde

1° Etapa – Gradeamento:

A água que vem das nossas casas deve conter cerca de 1% de sólidos e 99% de material líquido. A primeira etapa do tratamento é a retenção desses resíduos sólidos grandes por grades com espaçamentos entre cinco e dez centímetros, servindo de uma primeira filtragem para facilitar a condução do esgoto nas etapas seguintes.

2° Etapa – Desarenação:

É a separação dos organismos menores, dos organismos maiores. A areia vai para o fundo de um tanque e o material orgânico permanece na superfície. Na caixa de areia, é feita a remoção de todos os detritos sólidos presente no esgoto e que possam ter escapado do processo anterior.

3° Etapa – Decantador primário:

São tanques que misturam o material orgânico sólido para sedimentá-lo no fundo do tanque até assumir a forma de lodo.

4° Etapa – Peneira rotativa:

Esse material sólido é submetido por uma espécie de peneira que serve como uma nova filtragem e separação.

5° Etapa – Decantador secundário:

Tanques separam sólidos restantes através de sedimentação e reduzem mais matéria sólida em lodo.

6° Etapa – Adensamento do lodo:

O lodo é filtrado de forma a reduzir o volume de água para transparecer o material sólido, que por sua vez é submetido a outros processos de filtragem.

7° Etapa – Digestão anaeróbica:

Toda a matéria em forma de lodo é estabilizada por meio de processo químico, incluindo a eliminação de bactérias e gases nocivos, além de ser reutilizado também como adubo. Já sem sólidos visíveis, o esgoto é enviado para o tratamento biológico no tanque de aeração, onde ele é exposto à ação de seres microscópicos, que através de um processo bioquímico, convertem resíduos orgânicos em gás carbônico condensando em flocos de lodo a matéria orgânica que até então estava dissolvida no esgoto, ajudando assim a sinalizar a qualidade da limpeza realizada no esgoto.

8° Etapa – Condicionamento químico do lodo:

A matéria passa por um processo de coagulação e desidratação, filtrando mais ainda o lodo.

9° Etapa – Filtro prensa de placas:

O lodo é filtrado novamente através de placas prensadas que fazem todo o líquido restante ser eliminado.

10° Etapa – Secador térmico:

Por fim, o lodo restante é submetido à evaporação através de altas temperaturas, eliminando significantemente mais líquido.

11° Etapa – Descarte:

O lodo restante produzido no processo é transportado para um aterro sanitário especializado. O esgoto clarificado e corretamente tratado é devolvido para o meio ambiente.

Após a remoção de todos os poluentes através de processos químicos, físicos e biológicos, o esgoto tratado pode finalmente ser reutilizado para fins industriais ou agrícolas, não sendo ainda potável. Por isso não é indicado para beber, a não ser com a utilização de filtros ou então que ela seja fervida antes.

Para saber mais dados sobre o tratamento e a coleta de esgoto do nosso país, acesse:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você sabe como é tratado o esgoto que geramos?

Tempo para ler: 3 min
0