Photo by Ben White on Unsplash

A sustentabilidade é um dos pontos cruciais para mover o mundo, é por meio dela – aplicada a diferentes meios – que pequenas ações positivas podem ser geradas para estimular a preservação ambiental e beneficiar a população em todos os setores.

A falta de saneamento é uma das causadoras desse impacto negativo, os números já falam por si. Mais de 100 milhões de brasileiros não têm acesso à coleta de esgoto, apenas 44,92% dos esgotos do país são tratados, são mais de 35 milhões de brasileiros sem o acesso ao atendimento de água.

Há alguns anos outros aspectos ambientais e de infraestrutura surgiram como catástrofes no Brasil; alguns deles estão conectados ao aquecimento global, e tivemos mais episódios como o vazamento de óleo na Baía de Guanabara (2000), rompimento da barragem em Mariana (2015) e recentemente em Brumadinho (2019), esse cenário só aflora os impactos da negligência humana perante a natureza, gerando danos irreversíveis ao nosso bioma, fauna, flora e os próprios recursos hídricos.

A sustentabilidade vai além da conscientização somente, ela parte do princípio de planejamento e ação. Agregar a sustentabilidade como meio de bem-estar e proteção das vidas precisa estar presente em nossas atitudes diárias; lutar por saneamento básico, por exemplo, é uma ação necessária constante de nós, enquanto sociedade.

Na era em que o mundo digital está mais presente na vida das pessoas, com influenciadores em diferentes aspectos, trouxemos uma conversa sobre sustentabilidade e saneamento básico a engenheira ambiental, Aline Matulja, detentora de um espaço de debates e informações, principalmente no Instagram. Confira!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Por quê o assunto sustentabilidade se torna tão importante para o país?

Tempo para ler: 1 min
0