Turismo. Algo bastante praticado dentro do país pelas inúmeros lugares vislumbrastes que temos, mas ele pode ser comprometido por algo básico: a ausência de saneamento básico.

Muitos turistas descem as serras brasileiras para aproveitar as  belas praias, mesmo parte delas com lançamento direto de esgoto tornando a água imprópria para banho. Os prejuízos do contato com a água contaminada são diversos incluindo os ambientais, a biodiversidade e a saúde.

O problema da poluição nas praias compromete a imagem do turismo nas principais cidades brasileiras, incluindo Norte e Nordeste, as regiões mais afetadas do país.

Os índices de saneamento são precários nessas regiões, o que retarda muito a universalização do saneamento básico. No Norte, apenas 10,45% da população têm acesso aos esgotos e 26,79% dos nordestinos têm atendimento de esgotos. Quando falamos de tratamento de esgoto é de 18,3% na região Norte e apenas 36,22% no Nordeste.

De acordo com o estudo “Benefícios Econômicos da Expansão do Saneamento Básico – 2018”, realizado pelo Instituto Trata Brasil, estima-se que os ganhos de renda do turismo no Brasil devidos à universalização do saneamento de R$ 2,1 bilhões por ano, no período de 2016 a 2036, atinjam R$ 42,8 bilhões no país.

Isso significará uma renda maior para os trabalhadores do setor, com a valorização de redes hoteleiras, agências de turismo, restaurantes, quiosques, entre outros. Aos municípios que dependem exclusivamente do turismo, a universalização do saneamento pode gerar mais impostos e melhor conservação ambiental.

Enquanto isso, infelizmente, o despejo incorreto de esgoto prossegue afetando a saúde da população, o meio ambiente e causando danos severos em diversas áreas da sociedade.

Para alertas os turistas, a CETESB (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo) divulgou um hotsite que mostra a situação da balneabilidade do litoral paulistano. É importante destacar que a balneabilidade independe somente da ausência do saneamento básico, outros fatores podem estar ligados a isso, portanto não é possível afirmar que as praias impróprias estão recebendo esgoto in natura.

Está pensando em ir para o litoral de São Paulo? Confira a situação das praias, clique aqui.

2 Resultados

  1. 10 de janeiro de 2019

    […] dissemos no post anterior, a falta de solução para esgotamento sanitário atinge muitas cidade turíticas, os prejuízos da […]

  2. 15 de janeiro de 2019

    […] Em outro post falamos dos benefícios da expansão do saneamento básico, se quer conferir, clique aqui. […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Serviços de esgoto beneficiam cidades turísticas

Tempo para ler: 2 min
2