Pixabay

A Educação não transforma o mundo. Educação transforma as pessoas. Pessoas mudam o mundo“.

Começamos esse post com uma frase do educador, pedagogo e filósofo brasileiro, Paulo Freire, sobre a importância da educação na vida do ser-humano e como ela pode ser instrumento de transformação na vida das pessoas, principalmente das crianças.

A educação ambiental e sustentabilidade é uma das principais vertentes do sistema educacional e veio com o propósito de conscientizar a população sobre os impactos de suas ações com o planeta.

Este tema é tão importante que foi criada uma lei da educação ambiental Lei 9.795/99 que estabelece diretrizes para os conceitos ambientais e seus princípios, e aponta que a educação ambiental deve ser desenvolvida em instituições pública e privadas e integrar toda evolução acadêmica.

As regiões mais pobres são as mais afetadas pela falta de saneamento básico, principalmente, áreas rurais e aglomerados subnormais. São áreas que precisam de maior cuidado e conscientização, porém, não apenas essas, mas em todas as regiões a educação ambiental deve ser trabalhada com maior atenção.

Dados da análise Benefícios Econômicos e Sociais da Expansão do Saneamento 2017, moradores de áreas sem acesso à rede de distribuição de água e de coleta de esgotos têm um aumento do atraso escolar, ou seja, uma escolaridade menor significa uma perda de produtividade e de remuneração das gerações futuras. Somente o custo desse atraso escolar devido à falta de saneamento alcançou R$ 16,6 bilhões em 2015.

Como podemos observar, a educação ambiental reflete não apenas na educação e no setor ambiental, mas em outros aspectos, como políticos, econômicos e culturais dentro de uma sociedade.

Como trabalhar educação ambiental e sustentabilidade dentro da sala de aula?

Trata Brasil

Em depoimento para o Trata Brasil, a diretora Suely de Oliveira, diretora de uma escola em Porto Ferreira relata que trabalhar com o tema é difícil, mas que é necessário.

Trata Brasil

O trabalho em relação à conscientização e aos cuidados com o meio ambiente e principalmente a água, é um trabalho difícil a ser feito, é um trabalho de formiguinha, essa conscientização a gente procura trabalhar constantemente, mas é difícil obter os resultados. Quando é feito de uma forma lúdica e dinâmica, eu acho que os resultados ocorrem de uma forma mais rápida e mais prazerosa”.

Vale lembrar que desde 2016, o Trata Brasil tem realizado um projeto de educação ambiental nas escolas de comunidades vulneráveis. O projeto “Água na escola – Gotas de Futuro, visa estimular a visão sustentável nas escolas por meio de atividades lúdicas com o tema saneamento básico.

O projeto já passou por algumas cidades do passou por algumas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Maranhão, Macaé e Goiás e atendeu mais de 16 mil pessoas, incluindo alunos e professores.

Trata Brasil

De acordo com Kelly Oliveira, professora de uma escola na comunidade Paraisópolis em São Paulo, esse tema é essencial para o aprendizado dentro da sala de aula para que se reflita no futuro.

“É importante eles aprenderem a cuidar do que é deles, do que é nosso, da nossa terra, preservar. Porque quando é ampliado pra eles esse conhecimento, eles são o futuro, eles vão passar essa sementinha, eles vão passar para os outros”.

Além de atividades lúdicas, é interessante trabalhar na sala de aula com outros materiais, fizemos um post sobre 11 Livros que toda criança precisa ler sobre educação ambiental e alguns Documentários e filmes sobre saneamento básico que você precisa assistir!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

A educação ambiental e sustentabilidade como objeto de transformação

Tempo para ler: 3 min
0