O saneamento é a infraestrutura mais básica de uma sociedade, a que traz mais benefícios à saúde das pessoas e ao meio ambiente. Estamos falando de levar água encanada para a população, retirar e tratar os dejetos de suas casas.

Um dos principais problemas que vem decorrendo por muitos anos é a falta de vontade política para que as obras avançassem com a agilidade que deveriam; hoje temos mais problemas, além da vontade política: burocracia financeira, temos dezenas de obras paralisadas por questões jurídicas ou entraves nos projetos, dificuldades nos licenciamentos e mesmo ausência de projetos.

Não há infraestrutura mais atrasada no Brasil do que a falta de saneamento básico, em especial a carência no atendimento de água tratada, coleta e tratamento dos esgotos. A falta desses serviços essenciais à dignidade humana assola milhões de brasileiros, como apontam os dados do SNIS 2016 (Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento Básico).

Temos 35 milhões de brasileiros sem acesso aos serviços de água tratada, metade da população sem coleta de esgotos e apenas 44% dos esgotos coletados do País são tratados. A carência do saneamento básico atinge a todos.

A ausência desses serviços está por toda parte, mesmo nas áreas mais nobres do país, mas é certo que os maiores impactos se dão nas famílias de baixa de renda e que vivem mais próximas dos esgotos, seja nas periferias, seja nas chamadas “áreas irregulares”. Muitos bairros nobres foram construídos sem qualquer preocupação com a parte sanitária e as pessoas convivem até hoje com fossas sépticas no quintal.

Ao mesmo tempo, temos um país onde os estados e municípios vivem com sérios problemas fiscais e financeiros. Mesmo no âmbito das empresas operadoras de água e esgotos, temos empresas de alto nível técnico, mas uma maioria com problemas diversos, tais como baixa capacidade de gestão, problemas financeiros, perdas de água, etc.

Fizemos um post sobre os 5 benefícios que o saneamento básico pode trazer:

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Por que o saneamento ainda não é acessível para todos?

Tempo para ler: 1 min
0