O Instituto Trata Brasil, em parceria com a GO Associados, divulga o novo Ranking do Saneamento Básico – 100 Maiores Cidades do Brasil que aborda novamente os indicadores de água e esgotos com base nos dados do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS), divulgado anualmente pelo Ministério das Cidades, e que reúne informações fornecidas pelas empresas prestadoras dos serviços nessas cidades.

Os dados consultados são de 2016, os últimos publicados pelo Ministério das Cidades.

Além disso dos indicadores tradicionais, o relatório aborda perdas de água e investimentos das 100 maiores cidades do país.

Na nova edição, três novos municípios foram incluídos nas amostras devido aos índices do IBGE em relação à população: Palmas (TO), Taboão da Serra (SP) e Camaçari (BA). Deixaram de integrar o Ranking os municípios de Foz do Iguaçu (PR), Juazeiro do Norte (CE) e Volta Redonda (RJ).

Em 2016, os indicadores mostravam que 35 milhões de brasileiros (17% da população naquele ano – 207 milhões) ainda não era abastecida com água potável, mais de 100 milhões (48% da população) não tinha coleta de esgotos e somente 45% dos esgotos gerados no país eram tratados.

Ao transpor esta realidade para as 100 maiores cidades do Brasil, onde mora mais de 40% da população, víamos que 93,62% da população tinha abastecimento de água, 72,14% coleta de esgotos e 54,33% dos esgotos gerados eram tratados.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Instituto Trata Brasil lança Ranking do Saneamento 2018

Tempo para ler: 1 min
0