A epidemia de dengue no Brasil está fazendo novas vítimas todos os dias. É necessário que se saiba agir para evita-la.

O vírus da dengue é transmitido pela fêmea do Aedes Aegypti, um mosquito que pica durante o dia e que se multiplica através dos acúmulos de água parada, independente de ela ser limpa ou não.

A doença da dengue possui quatro formas diferentes, desde quase transparente, ou seja, sem sintomas aparentes, até quadros mais graves de hemorragia que pode levar ao choque e consequentemente ao óbito. É preciso ficar atento aos mínimos detalhes, pois quanto antes medicado maior são as chances de recuperação.

Entre os principais sintomas estão: A febre alta que  e dura até uma semana. Além disso, sintomas como dor de cabeça, dor atrás dos olhos, dores nas juntas e musculares, vermelhidão no corpo são os principais indícios da dengue “comum”.

A dengue hemorrágica é o caso mais grave e que acontece menos, e seus sinais são: dor abdominal intensa e contínua, vômitos persistentes, sangramentos espontâneos, pressão baixa, diminuição do xixi, cianose – coloração azul-arroxeada da pele, entre outros.

Você sabia que o mosquito da dengue consegue se proliferar rapidamente? E que apenas um mosquito vive em torno de 30 dias, sendo capaz de contaminar em média até 300 pessoas?

ÁGUA PARADA: NÃO DÁ!

Para evitar que essa doença continue fazendo vítimas é necessário:

–     Evitar o acúmulo de água nos vasos e pratos das plantas, latas, garrafas, pneus, ralos, piscina, e tudo o que pode manter a água parada;

–     Colocar o lixo em sacos plásticos e manter a lixeira bem fechada. Não jogue lixo em terrenos baldios;

–     Remover folhas, galhos e tudo que possa impedir a água de correr pelas calhas.

–     Lavar semanalmente por dentro com escova e sabão os tanques utilizados para armazenar água;

–     Mantenha tambores, barris ou tonéis vedados e abrigados em locais fechados, sem água acumulada em cima da vedação;

–     Os cacos de vidro colocados em cima do muro das casas também acumulam água, por isso, cubra os com areia.

Curiosidades:

1. Os ovos do mosquito da dengue também podem se desenvolver em água suja;

2. Secar os reservatórios de água parada NÃO é o suficiente para combater a dengue, pois os ovos do mosquito pode se manter “vivo” por mais de um ano sem água;

3. Colocar borra de café nos pratos das plantas NÃO mata os ovos da dengue porque o Aedes Aegypti consegue se desenvolver na borra do café. Para ter eficácia é preciso lavar com água e sabão, e depois colocar areia;

4. Apenas o mosquito contaminado pela dengue consegue transmitir a doença para a pessoa. Além disso, cerca de metade das pessoas picadas NÃO desenvolvem a doença;

5. Repelentes, velas de citronela ou andiroba NÃO têm muito eficácia no combate à dengue;

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Faça sua parte: não deixe a dengue entrar na sua casa!

Tempo para ler: 2 min
0