água perdida

Enquanto diversas regiões do Brasil sofrem com a escassez de água, a água perdida durante a distribuição do recurso continuam altíssimas: os números apontam uma perda de 6,5 vezes o Sistema Cantareira por ano, o que abasteceria cerca de 50 milhões de habitantes.

O problema é antigo no país, mas nos últimos anos tem ganhado destaque devido à crise hídrica que ocorre.

Água Perdida e os Desafios ao Avanço do Saneamento Básico e à Escassez Hídrica

O estudo “Perdas de Água: Desafios ao Avanço do Saneamento Básico e à Escassez Hídrica”, do Instituto Trata Brasil em parceria com a GO Associados, revela que 37% da água distribuída no país é perdida. Já as perdas financeiras totais estão em 39%, o que significa mais de R$ 8 bilhões por ano que não entram nas receitas do setor.

O estudo tem base nos dados mais recentes do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS – ano de referência 2013).

O mais preocupante é que este valor equivale a 80% dos investimentos em água e esgoto realizados em 2013. O estudo projeta que se dentro de cinco anos as perdas diminuíssem 15%, os ganhos totais acumulados em relação ao ano inicial seriam de mais de R$ 3,85 bilhões.

Assim, reduzir as perdas de água é interessante tanto para a economia quanto para a melhoria do saneamento, e uma das chaves cruciais para diminuir a escassez do recurso no Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Água Perdida Poderia Abastecer Milhões de Brasileiros

Tempo para ler: 1 min
0